As vezes dividimo-nos para nos reecontrarmos.

Ilimitado

Para qualquer pessoa.
E aí vem, o momento em que temos a sensação que ainda não nos conhecemos a nós mesmos.
Serao só fases da vida? … mas de repente, sem uma explicação acontece que todos os momentos em que fomos nós mesmos no passado, recente ou longinquo, se congelam.
A pessoa que somos congela, fica parada no tempo, e temos a sensação estranha de que já não existe nada que nos defina. Perdemo-nos facilmente.
Depois, a única coisa que nos leva a acreditar no “aqui” e no “agora”, já nem as necessidades básicas como comer ou dormir acodem. Tudo desvanece.
Nao desejamos que algo aconteça, e deixamos de tentar ganhar. O nosso estado de espirito difere entre as palavras que deitamos cá pra fora e as que sentimos cá dentro.
No fundo é um estado de indiferença total, onde talvez existirá um recomeço de um novo “Eu”.
Nada disto…

View original post mais 74 palavras

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s